Início » Maduro se assusta com ascensão de adversário e fecha hotel onde ele falaria
Política

Maduro se assusta com ascensão de adversário e fecha hotel onde ele falaria

O governo da Venezuela fechou o Hotel Recreo, localizado na cidade de La Victoria, a 88 km da capital Caracas, nesta quinta-feira, 16 de maio de 2024. A oposição alega que essa medida teve como alvo Edmundo González, o principal candidato na disputa contra o presidente Nicolás Maduro, e María Corina Machado, figura importante da oposição, com o objetivo de impedir que eles se hospedassem no local para um evento programado para sábado, 18 de maio.

González e Corina Machado estão em campanha para as eleições presidenciais venezuelanas, previstas para 28 de julho. O atual candidato à presidência da Venezuela teve sua candidatura anunciada pelo partido PUD (Plataforma Unitária Democrática) após Corina Machado ser impedida pela Justiça venezuelana de concorrer no pleito.

Carlos Daniel Zapata, membro da oposição a Maduro, denunciou o fechamento do Hotel el Recreo, afirmando que faltam argumentos para fechar as casas de todos os vitorianos que receberão o próximo presidente da República. Ele compartilhou uma imagem da placa do governo venezuelano informando sobre o fechamento do hotel, com a mensagem “Pague os impostos”.

Durante um encontro do partido Encuentro Ciudadano (Encontro Cidadão) nesta quinta-feira, 16 de maio, González reafirmou seu compromisso com a reconciliação nacional, destacando a importância de ouvir, agir, construir pontes e curar feridas para construir um futuro justo e próspero para todos os venezuelanos.

source