Início » Após declaração de líder da Direita, governo diz que buscar doações para o RS em Portugal seria ‘contraproducente’
Política

Após declaração de líder da Direita, governo diz que buscar doações para o RS em Portugal seria ‘contraproducente’

O governo do presidente Lula (PT) refutou as alegações de André Ventura, líder do partido português de direita Chega, de que estaria recusando doações de Portugal destinadas ao Rio Grande do Sul. Em um comunicado divulgado no sábado (11), a administração federal confirmou que as doações foram aceitas e estão isentas de impostos. No entanto, considera “contraproducente” enviar um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) à Europa neste momento, segundo informações do Pleno.News.

O tenente-brigadeiro Marcelo Damasceno, comandante da Aeronáutica, explicou que seriam necessárias 35 horas para coletar as mais de 200 toneladas de doações portuguesas. Ele argumentou que, durante esse período, a Aeronáutica poderia transportar internamente um volume de doações oito vezes maior.

O governo também informou que a ABC (Agência Brasileira de Cooperação) e o Ministério de Portos e Aeroportos estão trabalhando com a Força Aérea Portuguesa para planejar a logística de transporte das doações. Enquanto isso, a embaixada brasileira em Lisboa e os consulados brasileiros de Porto e Faro estão realizando a triagem das doações.

Essas declarações surgem após o deputado português André Ventura afirmar em um vídeo que o governo brasileiro está impedindo a chegada das doações. Ele mencionou que a companhia aérea portuguesa TAP se ofereceu para transportar as doações, mas a oferta foi recusada pelo governo brasileiro.

source