Início » LUTO: famoso jornalista Washington Rodrigues, o Apolinho, morre aos 87 anos
Esportes

LUTO: famoso jornalista Washington Rodrigues, o Apolinho, morre aos 87 anos

Na quarta-feira (15 de maio), faleceu o jornalista Washington Rodrigues, conhecido como Apolinho, aos 87 anos. Ele deixou uma marca indelével nas gerações de ouvintes das rádios Globo e Tupi, além de formar uma dupla memorável com o narrador José Carlos Araújo, o Garotinho, na Rádio Globo. Apolinho era um fervoroso torcedor do Flamengo e chegou a treinar o time carioca em 1995.

O jornalista esportivo nos deixou durante a partida entre Flamengo e Bolívar, válida pela Libertadores. O clube brasileiro venceu o time boliviano por 4 a 0. Também conhecido como Velho Apolo, ele travava uma batalha contra um câncer agressivo.

Washington Rodrigues consolidou-se como um dos maiores repórteres da história do rádio. Além de apresentar o programa “Show do Apolinho” na Rádio Tupi desde 1999, ele mantinha a coluna “Geraldinos e Arquibaldos” no Jornal Meia Hora.

Durante suas transmissões, Apolinho criou expressões populares que se tornaram parte do vocabulário esportivo, como “Geraldinos e Arquibaldos”, “Pau com formiga”, “Pinto no lixo” e “Briga de cachorro grande”.

A Rádio Tupi prestou homenagem ao radialista nas redes sociais, destacando que ele sempre foi um apaixonado pelo futebol e orgulhava-se de organizar saídas escolares para frequentar o recém-inaugurado Maracanã.

O Flamengo também reverenciou o jornalista, lembrando que ele nos deixou em uma noite de vitória do clube com uma “goleada de chocolate” – expressão cunhada por Apolinho. “Muito obrigado por tudo, Apolinho! Descanse em paz!”, declarou o time.

Nascido no Engenho Novo, bairro carioca, Washington Rodrigues iniciou sua carreira em 1962 na Rádio Guanabara (atual Rádio Bandeirantes). Ele trabalhou em diversas emissoras de rádio e televisão do Rio de Janeiro.

O apelido Apolinho surgiu quando ele era repórter da Rádio Globo e utilizava um microfone sem fio, o mesmo modelo usado pelos astronautas da Missão Apollo 11 em 1969.

Ele deixa três filhos como legado de sua trajetória marcante no jornalismo esportivo e radiofônico.

source