Início » Governo anuncia mudanças no FGTS: Entenda o novo “consignado social”
Economia

Governo anuncia mudanças no FGTS: Entenda o novo “consignado social”

O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) está prestes a sofrer mudanças significativas, com a substituição do saque-aniversário por uma nova modalidade de empréstimo chamada “consignado social”. Essa alteração busca oferecer aos trabalhadores taxas de juros mais baixas e melhores condições para obter crédito.

O que mudou no FGTS?

O acesso ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) está prestes a passar por transformações significativas. Uma das principais mudanças anunciadas pelo Governo Federal é a substituição do saque-aniversário por uma nova modalidade de empréstimo, conhecida como “consignado social”. Essa alteração tem como objetivo oferecer aos trabalhadores taxas de juros mais baixas e melhores condições para obter crédito.

Leia Mais: Desenrola Fies 2024: Renegocie sua dívida estudantil com até 99% de desconto

Como funcionará o “consignado social” do FGTS?

O “consignado social” permitirá que empregados de carteira assinada usem parte de seu FGTS como garantia para conseguir empréstimos, uma opção que até então estava limitada a servidores públicos e aposentados do INSS. Com a proposta de facilitar o acesso ao crédito a custos reduzidos, este novo modelo promete beneficiar milhões de brasileiros, proporcionando mais flexibilidade e recursos para as suas necessidades financeiras.

  • Aprovação necessária pelo Congresso Nacional.
  • Estabelecimento de regras claras para trabalhadores demitidos acessarem o fundo.
  • Administração de cerca de R$100 bilhões do FGTS já destinados a empréstimos.
  • Desenvolvimento e implementação de plataformas digitais para a gestão eficaz do novo sistema.

Quais são as opções atuais de saque do FGTS?

Até que as novas regras entrem em vigor, os trabalhadores ainda podem efetuar o saque do FGTS sob determinadas condições. Uma delas é o saque por calamidade, disponível para residentes de regiões atingidas por desastres naturais, onde é possível retirar até R$6.220,00 por conta vinculada. Os trabalhadores também possuem a opção do saque-aniversário, onde podem retirar uma parte do saldo conforme o mês de nascimento e o saque-rescisão, disponível para aqueles que são demitidos sem justa causa.

Como solicitar o saque por calamidade no FGTS?

Trabalhadores que residem em áreas declaradas em estado de calamidade pública e não realizaram saques por esse motivo no último ano podem solicitar o saque calamidade. Para isso, é necessário ter saldo suficiente nas contas vinculadas do FGTS e realizar a solicitação através do aplicativo da Caixa Econômica Federal, onde também é possível consultar o saldo e verificar outras possíveis modalidades de saque.

Leia Mais: Reformulação na Aposentadoria Especial: O que você precisa saber

Por que a mudança do saque-aniversário do FGTS?

A mudança do saque-aniversário para o consignado social marca um novo capítulo no gerenciamento do FGTS pelos trabalhadores brasileiros. Com a promessa de taxas de juros mais acessíveis e uma nova forma de acessar crédito, o principal desafio será garantir uma transição eficiente e suave para o novo sistema, esclarecendo todas as alterações para que os trabalhadores possam se adaptar sem maiores complicações.

Acompanhe mais informações e atualizações sobre essa importante mudança, que tem o potencial de impactar positivamente as finanças pessoais e as oportunidades de crédito para milhões de brasileiros.

source